Cuiabá, 04 de Dezembro de 2020

POLÍTICA MT
Quinta-feira, 22 de Outubro de 2020, 17h:06

PEDE RETRATAÇÃO

Sindicato repudia fala de Abilio Jr contra fiscais de obras da Prefeitura de Cuiabá

Euziany Teodoro
Única News

O Sindicato dos Agentes de Regulação e Fiscalização (Sindarf) emitiu nota de repúdio contra o candidato à Prefeitura de Cuiabá, Abilio Jr (Podemos), que durante debate realizado pela Fecomércio disse que “analistas de projetos ficam inventando defeitos para fiscal ir a obras na sexta feira para ‘morder’ um dinheirinho seus (sic)”.

A declaração foi durante resposta de Abilio sobre proposta para emissão de alvarás para obras via internet e tempo de liberação das autorizações. Para o Sindarf, as falas foram “caluniosas, ilícitas e imorais” e ofenderam centenas de servidores da fiscalização de obras.

Para o Sindicato, Abilio age de má fé e mente sobre as acusações. “Atualmente a mentira tem sido combatida com veemência principalmente nos pleitos eleitorais, a busca da verdade e a conduta de boa fé devem ser sempre valorizadas, ao contrário da desinformação, falsidade e má fé, como foi realizada pelo então candidato com informações falsas e propagação de ilícitos no referido debate”, escreveu a diretoria.

Ao explicar como funciona o sistema para alvarás de obras, o Sindicato afirma que Abilio não tem conhecimento sobre o assunto e apenas fez declarações “para agradar a plateia”.

“Falando apenas para agradar a plateia, mostrou completo desconhecimento do assunto. Primeiro diz que basta inserir os dados no “sistema” (sistema esse que nem existe ainda). Mas quem garante que tais dados inseridos pela parte interessada na obra seriam fidedignos? Quem vai garantir a regularidade da obra frente ao projeto inserido no sistema se não o fiscal? Quem vai garantir a SEGURANÇA DAS PESSOAS sem fiscalização? O candidato que não é!!!”

“Não bastasse essa visão do “mundo da lua”, ainda mostra desconhecimento no que se refere ao Estatuto das Cidades, que instituiu a Gestão Democrática do Planejamento Urbano, criando as figuras do Estudo de Impacto Ambiental/EIA e Estudo de Impacto de vizinhança/EIV. Tais institutos, garantem a ordem urbana, impedindo construções que afetem a rede de esgoto, ou que impactem em nascentes de rios, entre outras disposições, importantíssimas para frear o crescimento urbano sem qualquer controle, o que põem em risco além do meio ambiente, a VIDA DAS PESSOAS”.

O Sindarf oficializou pedido de retratação, vai denunciar o caso de “fake news” à Justiça Eleitoral e afirma que ainda pode entrar com ação por danos morais coletivos.

“Nosso Sindicato atuará energicamente para reestabelecer o respeito para com a categoria, de modo que informamos desde já que ingressaremos com pedido de retratação por parte do candidato, bem como denunciaremos ao Tribunal Eleitoral a fake news perpetuada em campanha, sem prejuízo de ingressarmos com Ação de Indenização por Danos Morais Coletivos.”

Veja a íntegra da nota abaixo:

NOTA DE REPÚDIO

A Diretoria SINDICATO DOS AGENTES DE REGULAÇÃO E FISCALIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ- SINDARF, vem REPUDIAR as declarações caluniosas, ilícitas e imorais do candidato a prefeitura de Cuiabá, Sr Abilio Jr, conhecido como “Abilinho”, que em debate na FECOMÉRCIO na data de 21/10/2020, ofendeu a honra de centenas de servidores da fiscalização de obras, quando afirma que “analistas de projetos ficam inventando defeitos” “para fiscal ir a obras na sexta feira para “morder” um dinheirinho seus (sic)”

Atualmente a mentira tem sido combatida com veemência principalmente nos pleitos eleitorais, a busca da verdade e a conduta de boa fé devem ser sempre valorizadas, ao contrário da desinformação, falsidade e má fé, como foi realizada pelo então candidato com informações falsas e propagação de ilícitos no referido debate.

A propagação de notícia sabidamente inverídica (fake news) no intuito de ofender a honra de alguém poderá caracterizar também um dos tipos penais dos arts. 138, 139 e 140, todos do Código Penal, cumulados com a majorante do art. 141, III, do Código Penal.

A liberdade de pensamento e de expressão é corolário natural do princípio da preservação da dignidade humana, deste modo ao alegar sem nenhuma prova que "fiscais vão na obra na sexta-feira morder um dinheirinho" o candidato fez imputação falsa e ilegal contra toda uma categoria.

Falando apenas para agradar a plateia, mostrou completo desconhecimento do assunto. Primeiro diz que basta inserir os dados no “sistema” (sistema esse que nem existe ainda). Mas quem garante que tais dados inseridos pela parte interessada na obra seriam fidedignos? Quem vai garantir a regularidade da obra frente ao projeto inserido no sistema se não o fiscal? Quem vai garantir a SEGURANÇA DAS PESSOAS sem fiscalização? O candidato que não é!!!

Não bastasse essa visão do “mundo da lua”, ainda mostra desconhecimento no que se refere ao Estatuto das Cidades, que instituiu a Gestão Democrática do Planejamento Urbano, criando as figuras do Estudo de Impacto Ambiental/EIA e Estudo de Impacto de vizinhança/EIV. Tais institutos, garantem a ordem urbana, impedindo construções que afetem a rede de esgoto, ou que impactem em nascentes de rios, entre outras disposições, importantíssimas para frear o crescimento urbano sem qualquer controle, o que põem em risco além do meio ambiente, a VIDA DAS PESSOAS.

O fiscal atesta na obra se o projeto apresentado na prefeitura pelos profissionais responsáveis, estão de acordo com as medidas legais.

Se o candidato tem alguma denúncia de corrupção, por dever de ofício como vereador deveria denunciar aos órgãos de controle, sob pena de prevaricação se não o fizer. Se acusa toda uma classe de ser corrupta apenas para agradar a plateia e ganhar curtidas no facebook, mostra que lhe falta caráter e maturidade para pleitear ser prefeito de nossa capital.

O candidato da lacração se esquece que política é coisa séria e, não serve apenas para ganhar likes em redes sociais. Que políticas públicas e legislações servem para regular a vida em sociedade, tornando o crescimento das cidades sustentável e agradável para a vida em comunidade.

Faça chuva ou faça sol, os Fiscais da prefeitura cumprem seu dever de fiscalização de obras, garantindo assim a SEGURANÇA da população, evitando tragédias com desabamentos de prédios e construções com projetos irregulares ou mal feitos.

Candidato que não mostra equilíbrio na hora de responder uma simples pergunta, já demonstra como será seu tratamento com os demais servidores municipais.

Repudiamos o triste episodio ocorrido, bem como qualquer ato semelhante desrespeitoso, leviano e imoral para com servidores que apenas cumprem a lei, trabalharemos pelo esforço de uma sociedade mais justa e correta, sempre com papel orientador e educativo.

Nosso Sindicato atuará energicamente para reestabelecer o respeito para com a categoria, de modo que informamos desde já que ingressaremos com pedido de retratação por parte do candidato, bem como denunciaremos ao Tribunal Eleitoral a fakenews perpetuada em campanha, sem prejuízo de ingressarmos com Ação de Indenização por Danos Morais Coletivos.

Cuiabá-MT, 21 de outubro de 2020.
Sindicato dos Agentes de Regulação e Fiscalização do Município de CuiabáSINDARF

 


1 COMENTÁRIO:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

Salas  22-10-2020 18:34:59
Direção deste sindicato ou é fraca ou tem medo de que o Abílio esteja falando a verdade . Pois, já deveria ter ingressado com uma ação. Com a palavra o sindicato. Affsss

Responder

0
0

MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE