Cuiabá, 29 de Maio de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 10 de Agosto de 2017, 20:43 - A | A

10 de Agosto de 2017, 20h:43 - A | A

POLÍTICA / GRAMPOLÂNDIA

Soltura de ex-secretário Paulo Taques é determinada por ministro do STJ

Da Redação



O ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Reynaldo Soares da Fonseca, determinou nesta quinta-feira (10), a soltura do ex-secretário Paulo Taques, que está preso desde o dia 4 de agosto no Centro de Custódia de Cuiabá. O pedido de prisão foi determinado pelo desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT), Orlando Perri, por suposto envolvimento no esquema  das escutas clandestinas.

 

(Foto: Gcom-MT)

secretário Paulo Taques.jpg

 

De acordo com informações, Paulo deve ser solto ainda na noite desta quinta-feira.

 

O pedido de ordem de prisão foi emitido pelo desembargador e cumprido pelo delegado titular da Polinter, Juliano Silva de Carvalho, por conta das investigações da rede de escutas ilegais, descoberta em maio deste ano e que ganhou notoriedade após uma reportagem no Fantástico, programa que vai ao ar aos domingos na TV Globo.

 

Entre as pessoas grampeadas a mando do ex-secretário está a ex-amante dele, a publicitária Tatiana Sangalli, deputada estadual Janaína Riva (PDMB), além de jornalistas, advogados, servidores públicos e médicos.

 

 

A denúncia à Procuradoria Geral da República foi feita pelo promotor Mauro Zaque que descobriu o esquema no período em que era secretário de Estado Segurança Pública, no ano de 2015.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia