Cuiabá, 21 de Janeiro de 2021

POLÍTICA MT
Segunda-feira, 30 de Novembro de 2020, 15h:20

ASFALTO DE 210 KM

Vidotti aceita denúncia e torna réus ex-secretários por contrato irregular de R$ 9,4 milhões

Claryssa Amorim
Única News

(Foto: TJ-MT/Reprodução/Web)

A juíza da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, Celia Regina Vidotti, tornou réu o ex-secretário estadual de Transporte e Pavimentação Urbana, Cinésio Nunes de Oliveira, o ex-secretário Adjunto de Transportes, Alaor Alvelos Zeferino de Paula, o servidor Marcos Guimarães Bandeira e a empresa Global e Engenharia Ltda.

A magistrada tornou os citados réus, após receber denúncia do Ministério Público Estadual (MPMT), relatando crime de improbidade administrativa e danos ao erário. Os citados podem juntar provas e indicar testemunhas.

Segundo a denúncia, um contrato firmado pela Secretaria de Estado de Transporte e Pavimentação Urbana com a empresa Global e Engenharia para obra asfáltica no valor de R$ 9,4 milhões.

Acontece que a obra iniciou sem assinatura de contrato, sendo acordo apenas verbalmente, em 2014, na gestão do então governador Silval Barbosa. A manutenção é de um trecho de 210 km em rodovias estaduais e entroncamentos com rodovias federais, em Juruena, Colniza e Cotriguaçu.

De acordo com a magistrada, os citados não “obedeceram” às normas referente a licitação e contratos e muito menos a lei que trata sobre o pagamento das despesas públicas, além de violarem os princípios da Administração Pública, impossibilitando a fiscalização e transparência quanto a execução do objeto contratado.

“Diante do exposto, ausentes as hipóteses de rejeição da inicial, recebo a inicial, em todos os seus termos, e para todos os efeitos legais, em relação aos requeridos Alaor Alvelos Zeferino de Paula; Marcos Guimarães Bandeira; Cinesio Nunes de Oliveira e Global e Engenharia Ltda”, decidiu Vidotti.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE