Cuiabá, 24 de Julho de 2024

POLÍTICA NACIONAL Sexta-feira, 12 de Abril de 2024, 17:41 - A | A

12 de Abril de 2024, 17h:41 - A | A

POLÍTICA NACIONAL / VISITA PRESIDENCIAL

“Se pudesse, ia fazer um decreto: é proibido mentir", diz Lula durante discurso em MS

Durante evento do agronegócio em Mato Grosso do Sul, Lula citou época em que ficou detido na Polícia Federal por força da Operação Lava Jato

Isabella Cavalcante
Metrópoles



O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, nesta sexta-feira (12/4), ter sido preso “pela maior mentira contada nesse país”. A fala foi dada em evento do agronegócio, em Campo Grande (MS), na primeira ida do chefe do Executivo a Mato Grosso do Sul neste terceiro mandato.

VEJA VÍDEO NO DINAL DESTA MATÉRIA

Lula relembrou visita de comitiva chinesa ao Brasil, em 2018, para inspecionar o frigorífico utilizado no lançamento desta tarde. “Eu tava preso na Polícia Federal, estava preso pela maior mentira contada nesse país, que a história se encarregará de contar”, afirmou, em referência à Operação Lava Jato.

Ao fim do discurso, o presidente retomou o tema. “Se pudesse, ia fazer um decreto: é proibido mentir. Quem mentir vai ser preso, porque a gente não pode viver subordinado à mentira, maldade, intriga”.

O evento ocorreu em uma fábrica da JBS, grande empresa do setor e administrada pelos irmãos Batista. A JBS foi um dos alvos da Lava Jato, após o então presidente da empresa, Joesley Batista, aparecer em uma gravação com Michel Temer, na qual falavam sobre pagamentos. Joesley chegou a ficar preso em 2018.

CLIQUE AQUI e Leia a matéria completa

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Metrópoles (@metropoles)

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia