Cuiabá, 28 de Outubro de 2020

CIDADES
Quarta-feira, 30 de Setembro de 2020, 14h:48

SEM PREVISÃO

Aulas presenciais devem continuar suspensas em Cuiabá até o fim do ano

Elloise Guedes
Única News

(Foto: IACS Oficial/Flickr)

O retorno das aulas presenciais na capital deve ser adiado novamente, segundo a Prefeitura de Cuiabá. O último decreto assinado pelo prefeito Emanuel Pinheiro vence nesta quarta-feira (30). Ele deve assinar um novo documento, mantendo a medida.

A definição do retorno das aulas em Cuiabá depende de estudos técnicos, em relação à velocidade de propagação e contágio do coronavírus, a fim de que seja preservada a saúde da população. Alguns especialistas afirmam que ainda não há condições sanitárias, no cenário da pandemia, para autorizar o retorno das escolas.

Na capital, as aulas estão suspensas desde o dia 23 de março, conforme o Decreto Nº 407, de 16 de março. Neste período de paralisação, a prefeitura disse que está ofertando aos estudantes aulas via televisão aberta e atividades pela internet, WhatsApp e mensagem de texto.

Atualmente, a rede municipal de Cuiabá atende cerca de 54 mil alunos, distribuídos em 164 unidades escolares. No setor privados, são 300 escolas que atendem mais de 60 mil estudantes.

Rede privada

No decreto assinado pela Prefeitura de Cuiabá, no dia 2 de setembro, autorizou apenas as aulas presenciais da educação infantil nas escolas de ensino privado, que retornaram as atividades no dia 10 do mesmo mês.

Nesse caso, foi decretado que as salas teriam que ter 50% da capacidade, respeitando o limite máximo de 15 alunos por turma.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE