Cuiabá, 19 de Maio de 2024

CIDADES Sábado, 23 de Setembro de 2017, 09:00 - A | A

23 de Setembro de 2017, 09h:00 - A | A

CIDADES / PERÍODO PROIBITIVO

Colniza é o município com mais focos de calor em todo o estado, com 2.318 casos

Da Redação



Foto: CBMMT

QUEIMADAS

 

Em Mato Grosso, o município de Colniza registrou 2.318 focos de calor este ano, o número é maior do que o registrado em todo o Estado. Nesta sexta-feira (22) duas pessoas foram presas na cidade por terem feito uma queimada em um assentamento, que resultando num incêndio de grandes proporções próximo da comunidade Pé de Galinha.

 

Segundo o Sub-tenente Arilson Soares relatou, após a extinção do incêndio foi feita a averiguação na comunidade e chegou-se a três suspeitos. Eles foram levados à delegacia municipal onde foi lavrado o Boletim de Ocorrência e ambos responderão pelo crime. 

 

No município, já foram realizadas sete prisões por queimada ilegal entre julho e setembro. O Corpo de Bombeiros ressalta que a denúncia é indispensável para encontrar e punir os culpados. Essa é uma das principais ferramentas de repressão ao crime.

 

Até a primeira quinzena de agosto, Mato Grosso ostentava uma redução de 20% no número de focos de calor, mas perdemos esse número rapidamente devido à quantidade de incêndios rurais e florestais em todo o território, com maior concentração na região amazônica.

 

A presença do Corpo de Bombeiros Militar está buscando não só combater os incêndios e prender culpados, mas criar uma compreensão sobre crimes ambientais na região.

 

Queimadas X Saúde

 

A fumaça das queimadas é altamente prejudicial porque traz desde impactos mais simples aos mais agudos, principalmente para quem já possui tendências alérgicas, como broncoespasmo, que consiste na contração da musculatura dos brônquios, que são uma espécie de tubos que auxiliam a passagem de ar pelos pulmões. Essa ação causa o estreitamento das vias aéreas, ocasionando a dificuldade de respirar.

 

Além disso, a irritação nas vias aéreas pode facilitar a penetração de outros vírus ou bactérias no organismo, porque uma vez ‘inflamadas’ deixam de exercer a função natural de proteção. Nas crianças e idosos, principalmente, provocam baixa imunidade, que deixa o organismo suscetível às infecções mais graves, como pneumonia. Também são comuns crises de asma, bronquites, crises alérgicas, rinites, sinusites e irritação nos olhos.

 

O período proibitivo para as queimadas iniciou no dia 15 de julho e segue até o dia 30 de setembro, podendo ser prorrogado devido às condições climáticas. 

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia