Cuiabá, 19 de Maio de 2024

CIDADES Quarta-feira, 12 de Abril de 2017, 12:07 - A | A

12 de Abril de 2017, 12h:07 - A | A

CIDADES / "RISCOS À POPULAÇÃO"

Obras inacabadas na Orla colocam prefeitura na mira do MPE

Wellyngton Souza / Única News



(Foto: Marcus Mesquita)

51109c08c31f161c2a0c28fa9ce384f1.jpg

 

A secretaria Municipal de Obras Públicas disse que ainda não foi notificada pelo Ministério Público Estadual (MPE) quanto as obras inacabadas na Orla do Porto, em Cuiabá, após denúncia apontada em relatório do Conselho Regional de Engenharia Arquitetura e Agronomia (Crea).

 

Ao site Única News, o secretário da pasta, Vanderlúcio Rodrigues, alegou ter conhecimento quanto as falhas presentes na obra e ressaltou que a Orla do Porto não foi completamente entregue pela antiga gestão, pois apresentava diversas falhas na estrutura.

 

“Ainda não fomos notificados oficialmente pelos órgãos. Assim que recebermos o relatório, nossos fiscais da prefeitura irão vistoriar in loco a situação apontada por eles. A obra foi entregue já com diversos problemas na antiga gestão e aos poucos estamos efetuando melhorias”, disse.

 

O secretário destacou ainda que o prefeito tem se dedicado para melhorar um dos novos cartões postais da cidade, já que efetuou dois eventos no local, como o aniversário dos 298 anos de Cuiabá e o carnaval.

 

“As falhas são diversas. Algumas coisas como a instalação de pisos, reformas nas calçadas já foram realizadas pela secretaria. Além também da sinalização e a falta de acessibilidade já foram resolvidos. Outros problemas como rachaduras devem e infiltrações devem ser feitos reparos ainda este semestre”, afirma.

 

O relatório apontado pelo Crea relata que a obra inaugurada em dezembro do ano passado ainda na gestão Mauro Mendes, apresenta sérios riscos à população.

 

Entregue com pouco mais de dois de atraso, pois prevista para ser concluída a tempo da Copa do Mundo de 2014, a obra teve um custo de quase R$ 28 milhões e foi responsável para a revitalização da região do Porto.

 

Conforme o relatório do Crea, o local apresenta rachaduras generalizadas em vários pontos, parte da calçada afundada e inacabada. Além também de infiltrações em diversos pontos. O relatório ressalta ainda a praticidade em algumas reformas, que segundo a entidade, são feitas com maior agilidade. Entretanto, aponta para outras que demandam mais tempo.

 

(Foto: Marcus Mesquita)

fd0dafdc28625ce77e28cba782c1e9c4.jpg

 

Uma das falhas mais graves, conforme o laudo, é construção do chamado gabião, obra estrutural utilizada para conter os aterros, na margem do Rio Cuiabá.

 

De acordo com a decisão do Carlos Eduardo Silva, da 19º Promotoria de Defesa Ambiental e da Ordem Urbanística, a Prefeitura de Cuiabá deve realizar em caráter emergencial, adote providências para garantir a segurança dos frequentadores da Orla do Porto. 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia