Cuiabá, 27 de Novembro de 2020

CIDADES
Terça-feira, 13 de Outubro de 2020, 14h:11

EM TRÊS MESES

Referência estadual, hospital Santa Casa atendeu 839 crianças com suspeita da Covid-19

Única News
com Assessoria

Marcos Vergueiro/Sicom MT

Referência no atendimento de crianças diagnosticadas com a Covid-19, o Hospital Estadual Santa Casa atendeu, de julho ao início de outubro deste ano, 839 crianças entre casos suspeitos e positivos da Covid-19. Mesmo não fazendo parte do grupo de risco, a classe infantil também tem sido infectada pelo coronavírus. 

Para o tratamento de crianças diagnosticadas com a doença, o Hospital Estadual Santa Casa conta com uma equipe de 25 médicos especialistas em pediatria.

A diretora do Hospital Estadual Santa Casa, Patrícia Neves, explicou que embora tenha sido registrado um pequeno aumento no número casos da Covid-19 em crianças, tudo está bem controlado e que parte dessa demanda são dos pais que testaram positivo para doença no Centro de Triagem.

“Nossa demanda vem casada com os pais que já positivaram para doença e trazem os filhos para serem testadas aqui na Santa Casa. Aqui é o local referenciado pelo ministério da Saúde para o tratamento de crianças”, explicou a diretora.

Os dados do último boletim epidemiológico mostram que foram registrados 4.630 casos e 24 óbitos pela doença entre crianças de zero a 10 anos em Mato Grosso. 

Serviço

O Hospital Estadual Santa Casa fica localizado na Rua Clóvis Hugueney, número 141, no bairro Dom Aquino, próximo à Praça do Seminário.

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

- Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

- Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

- Evitar contato próximo com pessoas doentes;

- Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

- Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE