Cuiabá, 22 de Junho de 2024

JUDICIÁRIO Segunda-feira, 28 de Março de 2022, 15:22 - A | A

28 de Março de 2022, 15h:22 - A | A

JUDICIÁRIO / SUSPEITO SEGUE PRESO

MPE denuncia vereador de MT que assumiu identidade falsa após homicídio

Única News
Da Redação



O Ministério Público Estadual (MPE), por meio da Promotoria de Justiça Criminal de Água Boa (a 628 km de Cuiabá), ofereceu denúncia contra Valdoir Bento Tavares, que se apresentava na região como Márcio Túlio Ribeiro Gonçalves, chegando inclusive a se tornar vereador em Nova Nazaré (a 671 km da Capital) pelo PSDB, fazendo uso de identidade falsa.

O acusado vai responder pelos crimes de falsa identidade, inserção de declaração falsa em documentos, utilização de documento público alterado e posse sem autorização de armas de fogo de uso permitido.

LEIA MAIS: Vereador de MT responderá por 4 crimes; duplo homicídio em RO não foi incluído

De acordo com a denúncia do Ministério Público, protocolada no dia 21 de março, Valdoir Bento Tavares foi preso em flagrante no dia 07 de março por crime de homicídio qualificado, cometido no ano de 2007 em Ariquemes, no estado de Rondônia. O cumprimento da ordem judicial ocorreu durante operação denominada “Camuflagem”, executadas nas cidades de Nova Nazaré (MT) e Auranã (GO). Além dele, também foi preso seu irmão, Valteir Bento Tavares.

Entretanto, o indiciamento do acusado em Mato Grosso se refere apenas aos crimes cometidos no município de Nova Nazaré, e não inclui os que foram atribuídos a ele no estado de Rondonônia.

Segundo o MPE, no momento da prisão, o denunciado se apresentou com a identidade falsa. Durante as investigações, foi constatado que Valdoir Bento Tavares assumiu a identidade de seu primo Márcio Túlio Ribeiro Gonçalves, que faleceu quando ainda era criança. De posse da certidão de nascimento do primo falecido, o denunciado expediu os demais documentos (CPF, RG, Cartão SUS, Carteira de Motorista, Título de Eleitor).

Consta na denúncia que o Valdoir mantinha em sua posse, no interior de sua residência, várias armas e munições adquiridas mediante a utilização de documentação pessoal falsa. O laudo de apreensão inclui um Rifle com carregador Cbc 7022, calibre 22; uma Carabina Rossi Special, calibre 38; duas pistolas Taurus, calibre 9 mm, 3.208 munições, calibre 22 intactas, 235 munições, calibre 9 mm, e 50 munições, calibre 38.

O denunciado está preso preventivamente no município de Água Boa.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia