Cuiabá, 21 de Julho de 2024

POLÍCIA Quarta-feira, 19 de Junho de 2024, 11:27 - A | A

19 de Junho de 2024, 11h:27 - A | A

POLÍCIA / A CASA CAIU

Bandido que tentou matar advogado em Várzea Grande é preso com identidade falsa em GO

Suspeito estava foragido desde o dia 8 de março, quando tentou matar seu ex-advogado e a esposa dele, no bairro Jardim Marajoara.

Ari Miranda
Única News



O criminoso William Lopes da Silva foi preso preventivamente nesta segunda-feira (17), em uma ação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cuiabá, com o apoio da Polícia Civil dos estados de Goiás e Tocantins. Apontado como um dos autores de uma tentativa de homicídio contra um advogado e a esposa dele, na cidade de Várzea Grande, foi preso na cidade de Trindade (GO), região metropolitana de Goiânia.

Segundo a Polícia Civil, no ato da prisão, o criminoso tentou enganar os agentes, apresentando uma identidade falsa, com o nome de Marlon Rafael da Silva Moriano.

Durante as investigações para esclarecer a tentativa de homicídio, que aconteceu na manhã de 8 de março deste ano, no bairro Jardim Marajoara, em Várzea Grande, a DHPP Cuiabá descobriu que um dos autores do crime estava escondido em Goiás, utilizando o nome de um homem, que supostamente nasceu no interior da Bahia. Contudo, o mesmo nome utilizado no documento falso apareceu no documento de outra pessoa, residente no estado do Pará, com o mesmo número de CPF.

O delegado de Polícia Civil, Olímpio da Cunha Fernandes, responsável pelas investigações do caso, informou que no momento da prisão, Willian estava usando um terceiro nome, também com documento falso, na tentativa de ocultar sua verdadeira identidade, porém sem sucesso.

O suspeito encontra-se preso, aguardando decisão da Justiça de Goiás para recambiamento a Mato Grosso.

O crime

William foi indiciado pela Polícia Civil pelas tentativas de homicídio contra seu ex-advogado e a esposa dele, no início da manhã do dia 8 de março deste ano. Quando Willian e um comparsa bateram à janela da casa das vítimas, se identificando supostamente como policiais civis, depois invadiram a residência, agrediram uma das vítimas e procuraram pelo advogado.

Na sequência, os criminosos dispararam contra o banheiro, onde estava o advogado e ainda atingiram a esposa dele no braço, fugindo logo em seguida.

Durante os trabalhos, os investigadores descobriram que William era cliente da vítima, mas após seis meses, o advogado se encontrou com ele e informou que estava deixando sua defesa. Neste momento, o criminoso o ameaçou, afirmando que se o jurista não resolvesse seu problema, “iria achá-lo nem que fosse na casa dele”.

O outro autor da tentativa de homicídio, de iniciais H. P. S., era cunhado de William. O suspeito foi reconhecido por uma das vítimas como um dos responsáveis pelos disparos e foi preso logo após o crime na BR-364, próximo à cidade de Jataí, no sudoeste goiano, em ação da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Os policiais rodoviários identificaram o veículo, que saiu de Várzea Grande logo após o fato, e o interceptaram na rodovia, sendo preso em flagrante pelo crime

Os dois criminosos responderão pelo crime de homicídio qualificado tentado.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3