Cuiabá, 28 de Maio de 2024

POLÍCIA Sexta-feira, 09 de Junho de 2017, 12:34 - A | A

09 de Junho de 2017, 12h:34 - A | A

POLÍCIA / "POLÊMICA EM MT"

Designado para investigar escutas ilegais, Stringueta é afastado pelo TJ

Wellyngton Souza / Única News



(Foto: PJC)

 

O delegado Flávio Henrique Stringueta foi afastado das investigações que apura crimes de escutas ilegais que ocorreram nos anos de 2014 e 2015 em Mato Grosso. A decisão foi do desembargador do Tribunal de Justiça (TJMT) Orlando Perri e publicada no Diário Oficial da última quinta (8).

 

A decisão ainda suspende o sigilo posto pelo próprio desembargador nas investigações no âmbito do Tribunal de Justiça, além de autorizar a Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Mato Grosso (AOBMT), a acompanhar todas as investigações.

 

Ainda de acordo com a decisão, Orlando Perri atribui que as investigações devem ser conduzidas a responsabilidade do delegado geral, Dr. Fernando Vasco Spinelli. O esquema de escutas clandestinas, conhecido como "barriga de aluguel", foi denunciado pelo ex-secretário estadual de Segurança Pública (Sesp), promotor de Justiça Mauro Zaque, à Procuradoria-Geral da República e teve como vítimas políticos de oposição ao atual governo, jornalistas, advogados e médicos.

 

A PGR aputa se o governador Pedro Taques sabia do crime e de quem partiu a ordem para os grampos. Zaque diz que informou o governador sobre o caso quando foi secretário de Segurança, em 2015. Taques afirma desconhecer o esquema. O esquema é alvo de Inquérito Policial Militar e também de investigação na Delegacia Especializada em Crimes Fazendários (Defaz).

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3