Cuiabá, 23 de Julho de 2024

POLÍCIA Quinta-feira, 25 de Abril de 2024, 10:39 - A | A

25 de Abril de 2024, 10h:39 - A | A

POLÍCIA / FUGIU HÁ 10 DIAS

Família do 5º envolvido em assassinato de motoristas registra desaparecimento; Polícia considera foragido

Criminoso está desaparecido desde o dia 15 deste mês, ocasião em que seus comparsas foram presos

Ari Miranda
Única News



Familiares do criminoso Akcel Lopes Campos (20), procuraram o Núcleo de Pessoas Desaparecidas (NPD) da Polícia Civil para comunicar seu desaparecimento. Ele é o quinto suspeito de participação no latrocínio dos motoristas de aplicativo Márcio Rogério Carneiro (34), Elizeu Rosa Coelho (58) e Nilson Nogueira (42), mortos entre os dias 11 e 15 deste mês na baixada cuiabana. Para a Polícia Civil, o criminoso é considerado foragido, não desaparecido.

Além dele, Lucas Ferreira da Silva (20), Keise Melissa Rodrigues (25), e os menores de idade E.G.M.L. (15) e L.P.S. (17) também participaram dos crimes e estão presos.

Segundo a Polícia Civil, Akcel é morador do bairro Santa Izabel, em Várzea Grande, e está foragido desde o dia 15 de abril, data em que três comparsas dele foram presos. Desde então, a família afirmou que também busca por notícias que possam levar a seu paradeiro.

Lucas Ferreira da Silva e os menores E.G.M.L. e L.P.S. revelaram a participação de um quinto comparsa no crime, esse comparsa seria Akcel Lopes, que ainda não foi localizado.

Dois dias depois da prisão dos três primeiros suspeitos do triplo homicídio, um mandado de prisão foi expedido contra Akcel pelo juiz Abel Balbino Guimarães, da 5ª Vara Criminal de Várzea Grande, e também de Keise Melissa Rodrigues Matos, que mantinha um relacionamento com o menor E.G.M.L.

Keise foi presa no dia 19 deste mês, sendo Akcel o único suspeito foragido.

CRIMES EM SÉRIE

Lucas, E.G. e L.P. foram presos na noite do dia 15 de abril, após serem apontados como autores das mortes de Márcio, Elizeu e Nilson.

Após matarem suas vítimas, o trio tinha por hábito ir à região do Zero Quilômetro, em Várzea Grande, local conhecido como área de prostituição, para “comemorar” os crimes, consumindo cocaína e mantendo relações sexuais com garotas de programa.

Lucas teve a prisão em flagrante convertida para preventiva pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá, no dia 16 deste mês. Ele foi autuado em flagrante por triplo homicídio qualificado, roubo majorado, restrição de liberdade das vítimas, grave ameaça com emprego de arma branca, ocultação de cadáver e corrupção de menores.

Keise é apontada nas investigações como a mulher que emprestou a conta em um aplicativo de corridas para que seus comparsas pudessem cometer os crimes e responsável pela venda dos carros roubados das vítimas. Ela se entregou à DHPP.

Os menores de idade também foram autuados e aguardam vaga para internação em unidade do Sistema Socioeducativo.

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3