Cuiabá, 21 de Junho de 2024

POLÍCIA Segunda-feira, 11 de Março de 2024, 10:56 - A | A

11 de Março de 2024, 10h:56 - A | A

POLÍCIA / URGENTE

Polícia Civil prende fazendeiro que mandou matar advogado Roberto Zampieri

Mandante do crime se apresentou na sede da DHPP de Cuiabá na manhã desta segunda-feira.

Ari Miranda
Única News



A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cuiabá cumpriu nesta segunda-feira (11) um mandado de prisão do fazendeiro Aníbal Manoel Laurindo, apontado como mandante do assassinato do advogado Roberto Zampieri (56), morto em dezembro do ano passado na capital.

Segundo apurado por Única News, a prisão do homem, que é dono de uma propriedade rural no Vale do Araguaia, foi cumprida na sede da DHPP, no centro de Cuiabá, onde o investigado se apresentou.

A esposa do suspeito, também investigada pelo crime, segue foragida.

Roberto Zampieri foi assassinado por volta das 19h50 do dia 5 de dezembro de 2023 em frente ao seu escritório, no bairro Bosque da Saúde, região nobre da capital. O jurista se preparava para ir embora para casa, quando foi executado com 10 tiros dentro de sua picape, uma Fiat Toro, pelo pedreiro Antônio Gomes da Silva (56).

Além do fazendeiro, estão presos o atirador, Antônio Gomes; o instrutor de tiro e intermediário do crime, Hedilerson Barbosa Fialho; e o financiador do assassinato, o coronel do Exército Brasileiro, Etevaldo Caçadini Vargas.

As prisões, parte delas efetuadas na região metropolitana de Belo Horizonte de Belo Horizonte (MG), foram decretadas pelo Núcleo de Inquéritos Policiais (NIPO) da Comarca de Cuiabá, com base nas investigações conduzidas pela equipe da DHPP e contaram com apoio da Polícia Civil de Minas Gerais.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3