Cuiabá, 13 de Julho de 2024

POLÍCIA Quinta-feira, 13 de Junho de 2024, 14:40 - A | A

13 de Junho de 2024, 14h:40 - A | A

POLÍCIA / FABRICAÇÃO ARTESANAL

Polícia Civil prende idoso de 75 anos e fecha fábrica clandestina de armas de fogo em MT

Flagrante foi feito durante operação deflagrada pela Delegacia Regional de Guarantã do Norte

Ari Miranda
Única News



Um idoso de 75 anos, que não teve sua identidade revelada, foi preso na manhã desta quinta-feira (13) pela Polícia Civil, suspeito de manter uma fábrica clandestina de armas de fogo e munições artesanais, que abastecia o comércio ilegal de armas em Marcelândia (640 Km de Cuiabá).

A fábrica de armamentos foi fechada durante operação deflagrada pela Delegacia Regional de Guarantã do Norte (708 Km de Cuiabá). Segundo a Polícia Civil, o suspeito foi preso em flagrante pelo crime de comércio ilegal de armas de fogo.

No local, os policiais apreenderam várias espingardas “cartucheiras”, fabricadas artesanalmente pelo idoso, além de munições, ferramentas e peças utilizadas na fábrica de armas ilegais.

As investigações, coordenadas pela Delegacia Regional de Guarantã, iniciaram após denúncias de que o idoso estaria fabricando armas e munições, que estavam sendo vendidas ilegalmente no município. Com base nas informações, foi representado pelo mandado de busca e apreensão na residência do suspeito, que foi autorizado pela Justiça.

Nas buscas, os investigadores encontraram uma oficina de fabricação de armas artesanais com diversas ferramentas, como torno, furadeira de bancada, lixadeira, máquina de solda, além de peças como canos de espingarda, coronhas e outros itens, utilizados na fabricação dos artefatos.

Além dos armamentos, os policiais apreenderam várias munições em fabricação e outras já prontas para venda. Entre o material apreendido no local, estão 11 armas de fogo, cerca de 65 canos de espingarda, 56 cartuchos e mais de 270 munições dos calibres 12, 20, 22 e 28.

Todo material foi apreendido e encaminhado junto com o suspeito para a Delegacia de Marcelândia), onde o flagrante foi lavrado.

As investigações seguem em andamento para identificar outros possíveis envolvidos na comercialização e compra das armas ilegais.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3