Cuiabá, 13 de Julho de 2024

POLÍCIA Sexta-feira, 14 de Junho de 2024, 08:00 - A | A

14 de Junho de 2024, 08h:00 - A | A

POLÍCIA / VEJA VÍDEO

“Quero que ele peça perdão pelo que fez”, diz mãe de criminoso que matou Sargento da PM em Cuiabá

Em entrevista, mãe ainda pediu que o filho se entregue de forma pacífica às forças de Segurança Pública “antes que o pior aconteça”.

Ari Miranda
Única News



Em entrevista concedida no início desta semana ao jornalista Arthur Garcia, a mãe do criminoso Raffael Amorim de Brito (28), identificada apenas como Dona Telma, falou sobre a angústia por não ter notícias do paradeiro de seu filho, que na tarde do dia 28 do mês passado matou o sargento da PM Odenil Alves Pedroso (47), em frente à UPA do bairro Morada do Ouro, em Cuiabá.

Bastante emocionada e com voz embargada, Telma fala de sua tristeza enquanto mãe ao saber do envolvimento do filho na morte do policial, destacando que, desde a data do crime, não teve mais contato com Raffael.

"Eu não tive contato [com meu filho], até porque eu não estava em casa. O que eu sei hoje, de uns dois dias pra cá, é que a minha filha recebeu ele, sem saber ao certo o que estava acontecendo. Depois ela disse pra mim que soube mais ou menos o que estava acontecendo. Ela ficou apavorada e ele [Raffael] se foi”, disse.

RELEMBRE O CASO:

- Criminoso atira na cabeça de sargento da PM em frente à UPA Morada do Ouro

- Sargento vítima de atentado em Cuiabá morre durante cirurgia no HMC

- Polícia identifica criminoso que matou PM em Cuiabá e apreende moto usada no crime

- PM recebe informações sobre esconderijo, mas bandido que matou sargento consegue fugir

 

Visivelmente abalada, Dona Telma pediu perdão à família do sargento Odenil Alves por todo o transtorno causado por seu filho.

“Eu quero proteger a vida dele [Raffael], pra que ele possa ter a oportunidade de pedir perdão pra Deus pelo que ele fez. (...) A família de quem ele tirou a vida, sofre, e eu oro por vocês todos os dias, buscando um conforto para o que aconteceu”, afirmou, aos prantos.

VEJA VÍDEO NO FINAL DESTA MATÉRIA

Além disso, a mãe do criminoso garantiu que o filho não é um homem violento, dizendo ainda que algo pode ter acontecido nos minutos que antecederam o crime e que pode ter tirado a situação do controle, resultando na morte de Odenil.

“Ele cometeu um assassinato, mas ele não é um assassino. Não tenho ele como um assassino e nem quem conhece ele o tem como assassino. Pra mim, foi uma fatalidade. Alguma coisa aconteceu naquele momento, porque eu não acredito que ele tenha ido ali para fazer tal coisa”, asseverou.

Por fim, Dona Telma clamou ao filho para que ele se entregue de forma pacífica às Forças de Segurança do estado, antes que o pior aconteça.

“Meu filho, em nome do Deus Todo Poderoso que você conhece, eu creio que o seu coração está quebrado por ter acontecido isso na sua vida. Mas, eu como mãe, meu filho, e hoje, uma serva de Deus (silêncio), por favor, meu filho, eu ando angustiada por não saber onde você anda, de que forma, se come, se bebe, se dorme. E talvez você pode não ter oportunidade de se posicionar, de pedir perdão”, pontuou.

(Foto: Reprodução/PMMT)

ODENIL ALVES - SARGENTO PM MORTO UPA

O 1º sargento PM Odenil Alves (in memorian).

O CRIME

Odenil Alves foi atingido com um disparo de arma de fogo na cabeça na tarde desta terça-feira (28), em frente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Morada do Ouro, em Cuiabá.

Imagens de uma câmera de segurança próxima do local mostra o momento em que o atirador, vestido com calça e jaqueta preta, chega ao local em uma moto Honda Pop 100, desce do veículo e atira no policial, que estava lanchando.

Em nota, a Secretaria Municipal de Ordem Pública (SORP) esclareceu que o agente estava em horário de serviço na UPA Morada do Ouro, quando foi atingido. O primeiro sargento da PM é lotado no 3º Batalhão da PM e estava escalado para serviço na Unidade Hospitalar.

O policial recebeu os primeiros socorros na UPA Morada do Ouro, de onde foi levado em um helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) da PM ao Hospital Municipal de Cuiabá, onde morreu durante uma cirurgia de emergência.

OBJETOS APREENDIDOS

Com apoio da equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) da capital, agentes da DHPP localizaram um dia depois do crime a motocicleta utilizada por Raffael e outros objetos, como o capacete, botas e a jaqueta utilizada pelo atirador no momento da execução.

O veículo e os pertences do assassino foram apreendidos nesta quarta-feira (29) em um endereço onde o assassino morava, próximo ao Campo do Botafogo, no bairro CPA 2, em Cuiabá. No local, Raffael abandonou os objetos logo após matar o sargento da PM e deu início a sua fuga, que já dura 16 dias.

(Foto: Reprodução/Montagem)

MATOU PM - MORADA DO OURO ODENIL.jpg

No detalhe, o criminoso Raffael Amorim de Brito, que atirou e matou o sargento PM Odenil Alves, no bairro Morada do Ouro.

ÚLTIMA LOCALIZAÇÃO

A equipe de inteligência da Polícia Militar recebeu nesta quarta-feria (12), informações sobre o paradeiro de Raffael. O criminoso, que estava escondido em um apartamento, no bairro residencial Izabel Campos, em Várzea Grande.

Os militares foram até o local, contudo, o assassino conseguiu fugir antes da chegada da PM para uma área de mata próxima.

Dentro do apartamento, que foi abandonado aberto, foram encontrados debaixo de um sofá, um revólver 38 com numeração raspada, seis munições intactas, um rolo de plástico filme e porções de maconha.

RECOMPENSA DE R$ 10 MIL

O Governo de Mato Grosso anunciou no dia 3 de junho que oferecerá uma recompensa de até R$ 10 mil para quem informar o paradeiro de Raffael. A medida foi anunciada pelo governador Mauro Mendes UB) nas redes sociais.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3