Cuiabá, 20 de Junho de 2024

POLÍCIA Quinta-feira, 30 de Maio de 2024, 08:55 - A | A

30 de Maio de 2024, 08h:55 - A | A

POLÍCIA / CAÇADA IMPLACÁVEL

Três envolvidos na morte de sargento da PM morrem em confronto com a Força Tática

Policiais chegaram aos suspeitos através de denúncia anônima de que trio estava se deslocando pela BR-163.

Ari Miranda
Única News



Douglas Soares Batista (36), Volney Santos Costa Junior (32) e Lucas Leandro Rodrigues Silveira (25), morreram em confronto com agentes da Força Tática no fim da noite desta quarta-feira (29), na rodovia MT-423, em Sinop (500 Km de Cuiabá). De acordo com a Polícia Militar, os três criminosos estavam envolvidos na morte do 1º sargento da Polícia Militar, Odenil Alves Pedroso, que foi executado com um tiro na cabeça na tarde de terça-feira (28), no bairro Morada do Ouro, em Cuiabá

Segundo a PM, Raffael Amorim de Brito (28) responsável pela execução do militar, segue foragido.

LEIA - Polícia identifica criminoso que matou PM em Cuiabá e apreende moto usada no crime

Conforme o boletim de ocorrência, a equipe de Força Tática recebeu informações sobre um veículo Hyundai Creta de cor branca, que estava se deslocando pela BR-163 rumo ao nortão do estado, onde estavam os três envolvidos na morte do sargento.

Durante patrulhamento, por volta das 23h30 os policiais avistaram o veículo indicado pela denúncia anônima e, na tentativa de abordagem ao grupo, o veículo se evadiu em alta velocidade, dando início a um acompanhamento aos criminosos.

Após rodarem por alguns quilômetros seguindo o veículo, os criminosos enfiaram o carro em uma área de mata e deram início a um confronto com os PMs, que revidaram e acertaram os três bandidos.

Nenhum dos policiais se feriu. Já os criminosos chegaram a ser socorridos pelas próprias equipes de polícia e levados ao Hospital Regional de Sinop, porém não resistiram aos ferimentos. Com os três, os agentes encontraram três armas municiadas, que foram entregues à Polícia Civil.

Conforme o boletim, em checagem documental dos susupeitos mortos foram identificadas várias passagens criminais por crimes de roubo, porte ilegal de arma de fogo, sequestro e cárcere privado, receptação, dentre outros, além de mandados de prisão em aberto contra o trio. relata o boletim.

Os corpos foram entregues à Politec e encaminhados para exames de necropsia.

A Polícia Civil segue nas investigações do caso e o paradeiro do criminoso que matou o policial militar na capital.

MORTE DE POLICIAL

Odenil Alves foi atingido com um disparo de arma de fogo na cabeça na tarde desta terça-feira (28), em frente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Morada do Ouro, em Cuiabá.

Imagens de uma câmera de segurança próxima do local mostra o momento em que o atirador, vestido com calça e jaqueta preta, chega ao local em uma moto Honda Pop 100, desce do veículo e atira no policial, que estava lanchando.

Em nota, a Secretaria Municipal de Ordem Pública (SORP) esclareceu que o agente estava em horário de serviço na UPA Morada do Ouro, quando foi atingido. O primeiro sargento da PM é lotado no 3º Batalhão da PM e estava escalado para serviço na Unidade Hospitalar.

O policial recebeu os primeiros socorros na UPA Morada do Ouro, de onde foi levado em um helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) da PM ao Hospital Municipal de Cuiabá, onde morreu durante uma cirurgia de emergência.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3