Cuiabá, 20 de Janeiro de 2021

POLÍTICA MT
Sexta-feira, 04 de Dezembro de 2020, 09h:45

NESTA SEXTA-FEIRA, 4

Câmara de Cuiabá começa a debater LOA 2021 no valor de R$ 3,9 bilhões

Única News
Da redação

(Foto: Reprodução)

A Lei Orçamentária Anual (LOA) 2021 de Cuiabá começa a ser debatida pelos vereadores da capital, nesta sexta-feira (4). A receita estimada para o próximo exercício é de R$ 3.905.179,06. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), protocolou a proposta orçamentária na Câmara Municipal no dia 30 de setembro.

As sessões estão sendo realizadas on-line pelo aplicativo Zoom, sempre às 14h. A metodologia foi adotada por conta das medidas de enfrentamento à Covid-19, evitando aglomeração de pessoas.

Após ser protocolado na Casa de Leis, cabe à Comissão de Fiscalização e Execução Orçamentária do Legislativo analisar e realizar no mínimo duas audiências públicas. A partir desses encontros, são apresentadas as emendas apontadas pelos vereadores e, após isso, a versão final é preparada e colocada em votação.

Os vereadores têm até o dia 31 de dezembro para devolver a peça orçamentária para o Executivo. O projeto será sancionado no próximo ano.

A primeira audiência pública terá como foco os setores da Educação, Obras Públicas, Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (Limpurb), Gestão, Cuiabá Prev, Fazenda, Planejamento e Comunicação. No total, serão três encontros com representantes da Secretaria de Planejamento e membros da Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária, para discussão da peça orçamentária do próximo ano.

“Mesmo 2021 sendo o primeiro ano após a pandemia, a equipe técnica da Secretaria de Planejamento, responsável pela elaboração da proposta, estima um crescimento nas receitas, tendo como base as informações do balanço do segundo quadrimestre de 2020", disse o prefeito.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE