Cuiabá, 25 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018, 15:44 - A | A

17 de Outubro de 2018, 15h:44 - A | A

POLÍTICA / ATÉ O FINAL DO ANO

Marcelo: Taques tem plano detalhado para entrega de obras

Luana Valentim



(Foto: Alair Ribeiro)

secretário Marcelo Duarte - Alair Ribeiro.jpg

 

O secretário de Infraestrutura do Estado, Marcelo Duarte, declarou em entrevista à Rádio Capital, nesta quarta-feira (17), que em reunião com o atual governador Pedro Taques (PSDB) definiu um plano de entregas das obras até o final do ano. O tucano não conseguiu se reeleger nestas eleições amargando o terceiro lugar com 19% totalizando 271.952 votos, perdendo para o democrata Mauro Mendes 840.094 votos (58,69% dos votos válidos).

 

Duarte destacou que o governo ainda está empenhado em entregar as obras que faltam, principalmente as da baixada cuiabana como a trincheira do Atacadão, a iluminação do trecho na saída para Chapada dos Guimarães localizada na rodovia Emanuel Pinheiro, a duplicação da MT-010 - estrada da Guia -, além de estar buscando recursos para concluir a MT-020, que liga a estrada da Chapada até o Manso, onde terá a confirmação ainda esta semana.

 

“Terminaremos também algumas obras urbanas aqui, notadamente, na região do Belvedere que é importante para quem mora ali, melhorando o trânsito para mais de 30 bairros daquela região. Fora obras do interior que estão acontecendo e a gente vai entregar por já estarem na reta final”, pontuou.

 

O secretário explicou que assim como assumiu o governo com muitas obras em andamento, serão assim deixadas também para o próximo gestor.

 

Ele avaliou que o governo Taques buscou inovações em questão de infraestrutura, onde algumas coisas tiveram celeridade e outras não, a exemplo, a questão do ‘kit pontes’ que, por estar no final do governo, decidiram não dar continuidade e entregará todo o material a equipe de transição que já começara a trabalhar nos próximos dias, para que eles então façam o julgamento se desejam dar continuidade ao projeto.

 

“Eu continuo achando que é uma grande solução Mato Grosso ter mais 2 mil pontes de madeira, para atacar esse problema muito sério. Assim como outras inovações importantes que deram muito certo, como a troca de supervisão e gerenciamento que a gente teve lá. Lembrando que haviam mais de R$ 180 milhões de despesas que reduzimos para R$ 30 milhões que permitiu que o Estado tivesse fôlego”, relatou.

 

Completou ainda que a ação gerou economia e eficiência, reconfigurando o trabalho das despesas dentro da secretaria reduzindo custos e aumentando a produtividade, sendo uma ‘chacoalhada pesada que permitiu isso, principalmente, em um momento de esvaziamento da Sinfra por conta de um quadro envelhecido, com vários engenheiros se aposentando’.

 

“Foi importante essa estruturação mais parruda, pois, vejo que temos obras em todos os cantos do Estado. Então, hoje eu tenho segurança para afirmar que as obras estão ocorrendo de forma correta e limpa, tanto que a gente não escuta reclamações, pois estamos atuando de uma forma muito pontual”, destacou.

 

Duarte analisou que as concessões referentes as rodovias são uma alternativa inteligente que está sendo usada no mundo inteiro e que, inclusive, estão nos planos de governo de ambos os candidatos à presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). Relatou ainda que Taques já afirmou que irá adiante com esse processo, para entregar essa concessão licitada, cabendo ao próximo governo homologar e contratar.

 

“Mas faremos a nossa parte porque acreditamos que essa é uma solução para Tangará da Serra e região, para ser mais específico para essa concessão, precisam de uma rodovia de primeiro mundo e essa solução para investir R$ 700 milhões em uma rodovia só, é só por concessão”, pontuou.

 

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia