Cuiabá, 21 de Outubro de 2020

POLÍTICA MT
Quinta-feira, 24 de Setembro de 2020, 15h:25

“INFRUTÍFERO”

Pinheiro anuncia que não vai mais responder provocações de Mauro Mendes

Euziany Teodoro
Única News

Luiz Alves

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), candidato à reeleição, anunciou que não vai mais responder às provocações do governador Mauro Mendes (DEM), seu declarado desafeto político. Segundo ele, é uma discussão “provocativa e infrutífera”.

“Eu estou achando tão infrutífero, é tão provocativo. É claro que é por causa das eleições. É evidente. Mas eu não quero mais, eu estou chegando num ponto de maturidade, que vejo que isso é um desrespeito com a população”, disse.

Em sua primeira coletiva à imprensa, após confirmar a candidatura, Pinheiro anunciou que, ao invés de tolerância zero, terá “tolerância mil” com o governador.

“Tanta coisa que eu fiz por Cuiabá, tanta coisa que a gestão entregou para a população, que precisa ser discutido ainda por uma gestão humanizada e moderna, então fica trocando toda hora essa briguinha. Então, nesse caso, não vai ser mais ‘tolerância zero’, é tolerância mil. Não vou mais responder o governador”, disse.

Segundo ele, as discussões não levam a lugar nenhum. “Isso não leva a nada, essa discussão, esses ataques gratuitos. Está na cara, vocês sabem (que há objetivo eleitoral). Atendo vocês a hora que quiser (a imprensa), mas não vou responder aos ataques gratuitos do governador Mauro Mendes. É a opinião dele, não posso mudar, o que me importa é a opinião da população cuiabana”.

Pinheiro anunciou que vai focar na campanha com seu grupo político, formado por 12 partidos aliados, e que não vai mais se importar com os “ataques gratuitos” do outro lado.

“Pode falar, pode chiar, pode dar chilique, pode ser vaiado e querer jogar para cima de mim. Não tem problema. Meu coração é grande. Pode fazer o que quiser, pode tentar justificar em cima de mim, não tem problema. Eu vou seguir com meu grupo: o grupo do bem, o grupo da paz, o grupo do amor, da realização, da humildade”, concluiu.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE