Cuiabá, 22 de Junho de 2024

POLÍTICA Sábado, 13 de Janeiro de 2024, 16:27 - A | A

13 de Janeiro de 2024, 16h:27 - A | A

POLÍTICA / DEFENDE ESTADUALIZAÇÃO

Wellington articula reunião com Ibama para tratar situação do Portão do Inferno

Da Redação
Única News



(Foto: Assessoria)

Wellington Fagundes em visita ao Portão do Inferno

 

O senador Wellington Fagundes (PL/MT), membro da Comissão de Meio Ambiente do Senado, articula reunião no Ibama, em Brasília, para tratar da possível delegação de gestão do Portão do Inferno, na MT 241, para a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA). A informação foi dada durante uma visita técnica realizada nesta sexta-feira (12/01), ao local, coordenada pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Sérgio Ricardo.

Segundo o senador, a situação é grave e precisa ser resolvida o mais rápido possível. Ele também informou que haverá um trabalho em conjunto, sob a coordenação do TCE. “Vamos unir todas as autoridades. Segunda-feira (15) vamos estar com o governador Mauro Mendes, e na terça-feira (16) vamos nos reunir para definir, também, essa questão da renovação da delegação do Ibama para a Secretaria Estadual do Meio Ambiente, para que as coisas possam atender de forma mais ágil e mais rápida”, garantiu.

Na ocasião, Sérgio Ricardo listou algumas das possibilidades que foram discutidas durante a visita. Entre elas, a construção de um túnel e uma ponte nos moldes da ponte Sérgio Motta que liga Cuiabá a Várzea Grande. “Essas podem ser as possibilidades para contornar o problema. Enviei ofício para o governador Mauro Mendes pedindo a criação imediata de uma comissão de gestão de risco para acompanhar a situação”, informou.

 Parque Nacional

O senador Wellington Fagundes também defendeu que o governo de Mato Grosso seja autorizado a assumir a administração do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, onde fica o Portão do Inferno, que atualmente é de responsabilidade do governo federal, para que possa realizar obras de infraestrutura e garantir a segurança da região. "A transferência da administração do parque para Mato Grosso é a melhor solução para o problema. O estado tem recursos e técnicos qualificados para realizar as obras necessárias. O governador já anunciou em Brasília a possibilidade de investir R$ 200 milhões”, destacou o senador.

O parlamentar afirma que no local são necessárias obras estruturantes, e por isso a visita contou com a presença dos técnicos. Também relatou que conversou com o secretário de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT), Marcelo Oliveira, que teria o informado que obteve do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) somente autorização para realizar obras emergenciais.

“O ICMBio colocou como possibilidade inicial apenas proteção com tela. Isso aí é muito paliativo, não resolve. Mas precisa ser feito, então, por isso estão aqui os técnicos, para fazerem esses estudos mais profundos para que as obras possam ser feitas. E claro, não será feito de uma hora para outra. Mas, estamos trabalhando nisso há muito tempo”, ressaltou Wellington.

A visita contou ainda com a presença do secretário adjunto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, José Carlos de Oliveira, de representantes da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-MT).

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia