Cuiabá, 17 de Junho de 2024

POLÍTICA NACIONAL Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024, 17:26 - A | A

22 de Fevereiro de 2024, 17h:26 - A | A

POLÍTICA NACIONAL / SOBRE SUPOSTO GOLPE

Bolsonaro fica em silêncio durante depoimento na Polícia Federal

Ex-presidente ficou cerca de meia hora no prédio da PF.

Da Redação
TV Cultura



O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em silêncio durante depoimento à Polícia Federal (PF), na tarde desta quinta-feira (22). Ele ficou cerca de meia a hora na sede da corporação em Brasília.

Paulo Cunha Bueno, advogado do ex-presidente, afirmou que não teve acesso aos autos e chamou o inquérito de "semissecreto".

Após o depoimento, os advogados de Bolsonaro conversaram com jornalistas. Cunha Bueno disse que o cliente não cometeu crime.

“O único motivo pelo qual Bolsonaro fez uso do silêncio foi dado ao fato de ele responder hoje a uma investigação semissecreta”. "O presidente Bolsonaro nunca foi simpático a qualquer tipo de movimento golpista", afirmou Paulo Cunha Bueno.

A defesa do ex-presidente tentou por três vezes adiar o julgamento, no entanto, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou os pedidos.

O depoimento faz parte da operação Tempus Veritatis, deflagrada pela PF há duas semanas. De acordo com as investigações, Bolsonaro e aliados se organizaram para tentar um golpe de Estado e mantê-lo no poder, impedindo a posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Parte da investigação envolve a realização de uma reunião ministerial em 5 de julho de 2022. Nela, Bolsonaro diz a ministros que eles não poderiam esperar o resultado da eleição para agir. Os advogados do presidente afirmam, no entanto, que ex-presidente nunca pensou em golpe.

CLIQUE AQUI e leia a matéria completa.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia