Cuiabá, 16 de Junho de 2024

POLÍTICA Terça-feira, 04 de Junho de 2019, 15:13 - A | A

04 de Junho de 2019, 15h:13 - A | A

POLÍTICA / APROPRIAÇÃO DE V.I.

Câmara arquiva denúncia de ex-chefe de gabinete contra vereador Felipe Wellaton

Euziany Teodoro
Única News



O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara de Cuiabá, sob comando do vereador Marcrean Santos (PRTB), arquivou a denúncia feita pelo ex-chefe de gabinete do vereador Felipe Wellaton (PV), Jadson Nazário de Freitas, de que este estaria se apropriando da Verba Indenizatória a que Freitas teria direito.

O processo poderia acabar com a cassação de mandato de Wellaton, mas foi arquivado, segundo documento que traz a decisão, por se tratar de uma denúncia restrita a apenas “matérias jornalísticas”.

“Trata-se de representação inepta, que não está robustecida com provas que lhe dê chance de admissibilidade, na medida em que não há qualquer outra prova que demonstre, ainda que minimamente, as ilações trazidas pelas matérias jornalísticas”, diz a decisão do Conselho.

De acordo com o ex-chefe de gabinete, Wellaton teria se apropriado de parte de sua verba indenizatória, no valor de R$ 4,2 mil, entre janeiro e março de 2017. Mais tarde, Wellaton também teria “pedido” R$ 2 mil do salário de Jadson, que era de R$ 6 mil. Com a recusa do chefe de gabinete, ele caiu de cargo e tornou-se apenas assessor, com o salário de R$ 4 mil.

Jadson apresentou comprovantes das transferências à imprensa, no entanto, isso não foi o suficiente para a Câmara de Vereadores.

“Assim, entendo, além de ser inepta, que não há justa causa para a admissão da representação nesse Conselho de Ética, diante da mais absoluta inconsistência probatória que instrui a representação formulada. (...) Face ao exposto, meu voto é pela inadmissibilidade da representação e consequentemente pela sua rejeição e arquivamento”, conclui Marcrean Santos.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia