Cuiabá, 15 de Junho de 2024

POLÍTICA Sábado, 25 de Maio de 2024, 07:55 - A | A

25 de Maio de 2024, 07h:55 - A | A

POLÍTICA / SEM TEMPO!

Júlio diz que não quer mais discutir sobre água em VG: “O que precisa é privatizar”

Fred Moraes
Única News



O deputado estadual Júlio Campos (União Brasil), cacique político da cidade de Várzea Grande, disse à imprensa que não quer discutir mais sobre a falta d’água que assola o município desde os primórdios de seu surgimento.

Para o deputado, mesmo com a construção das Estações de Tratamento de Água e Esgoto (ETA’s) fruto de parcerias da prefeitura do município com o Governo do Estado, a solução para o calcanhar de Aquiles é a privatização do Departamento de Água e Esgoto (DAE).

Em entrevista à imprensa nesta quarta-feira (16), Júlio afirmou que a prefeitura não aguenta manter a atual estrutura do departamento e sequer dá conta de realizar altos investimentos para melhoria. Ele defende que a administração contrate a Caixa Econômica Federal para que gerencie a contratação de um grupo de investidores para privatizarem o DAE e assim reformarem todo o sistema hidráulico da cidade.

“A primeira estação de água de Mato Grosso foi feita em Várzea Grande, quando eu era prefeito. Várzea Grande cresceu sem planejamentos até a cidade de Nossa Senhora de Livramento, cresceu demais. Faltou água, faltou ônibus e etc. Não vamos mais discutir sobre água, está resolvido. Estão fazendo três estações de tratamento, o que precisa é privatizar o DAE. Do jeito que está, a prefeitura não aguenta. A Câmara Municipal precisa aprovar a contratação da Caixa Econômica para fazer a privatização da água e entregar, precisa vir um grupo forte para ter investimentos”, explica Júlio Campos.

Questionado se o prefeito da cidade, Kalil Baracat (MDB), pensa igual o parlamentar, já que possuem proximidades, Júlio disse que não. Mas, acredita que se reeleito, Kalil tentará privatizar a empresa ao longo de seu segundo mandato.

“Por vontade de política não privatizam. Eu acho que no segundo mandato do Kalil ele vai pensar nisso. Kalil faz o possível e o impossível para ser um bom prefeito. As pesquisas feitas com o povo de Várzea Grande mostram que ele está indo bem, com uma aprovação de 75%, mesmo com abastecimento de água precário e transporte urbano ruim”, finaliza.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia