Cuiabá, 08 de Agosto de 2020

CIDADES
Quinta-feira, 21 de Maio de 2020, 17h:24

PARA EVITAR PROLIFERAÇÃO

Detentos contaminados com Covid-19 terão ala especial nos presídios de MT

Elloise Guedes
Única News

(Foto: Divulgação)

Os novos detentos que chegarem nas unidades penais de Mato Grosso terão ala especial, caso estejam contaminados com o novo coronavírus. A Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) informou ao Única News que, mesmo sem a confirmação da contaminação, os novos detentos devem passar por triagem médica e outros procedimentos, como desinfecção, de acordo com os protocolos de saúde.

O morador de rua diagnosticado com o vírus, Luizmar Andrade Costa Felipe, de 35 anos, que foi detido após furar o isolamento social e voltar às ruas de Tangará da Serra, na noite dessa quarta-feira (20), foi encaminhado para uma unidade de saúde, onde recebeu atendimento, após ser proibido de ficar no presídio.

De acordo com a Sesp, o sistema carcerário se recusou a recebê-lo por determinação da juíza corregedora da cidade Edina Ederli Coutinho.

Segundo a Sesp, todas as unidades penais possuem um local específico para receber os novos presos. No interior do Estado, a pessoa presa em flagrante permanece neste espaço, separado dos demais reeducandos pelo período inicial de sete dias.

Caso seja constatado algum sintoma da Covid-19 no detento, a equipe de saúde da unidade informa o serviço municipal de saúde, para proceder com o atendimento necessário, com o período de mais sete dias em isolamento.

Em Cuiabá, as pessoas presas estão sendo encaminhadas para a Cadeia Pública do Capão Grande, em Várzea Grande, onde permanecem isoladas por um período de 14 dias. Todas passam por triagem médica e pelos procedimentos de acordo com os protocolos de saúde.

Visitas suspensas

As 52 unidades penais de Mato Grosso estão com as visitas suspensas. A decisão atende à recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Governo do Estado. O objetivo é evitar aglomeração de pessoas.

Também no período, estarão suspensas as saídas de reeducandos do regime fechado que exercem atividades laborais extramuros. A norma vai alterar a rotina de quase 300 recuperandos, entre homens e mulheres, que trabalham.

Tais medidas foram adotadas devido ao enfrentamento ao coronavírus. Até o momento, não há nenhum registro oficial nos presídios.

A Sesp implementou a visita virtual no sistema penitenciário, para que os presos possam se comunicar com amigos e familiares. Além das videochamadas os presos poderão receber e-mails e cartas.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE