Cuiabá, 21 de Junho de 2024

CIDADES Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2024, 18:19 - A | A

24 de Janeiro de 2024, 18h:19 - A | A

CIDADES / DÍVIDA DE R$ 16 MILHÕES

Hospital de Câncer ameaça suspender atendimentos à Saúde de Cuiabá

Entidade afirma que demora nos repasses pela Secretaria de Saúde da capital são frequentes desde o início da gestão Emanuel Pinheiro.

Ari Miranda
Única News



(Reprodução/Internet)

HCAN MT (1).jpeg

 

Em nota divulgada no início da tarde desta quarta-feira (24), a diretoria do Hospital de Câncer de Mato Grosso (HCanMT) anunciou que poderá suspender os atendimentos à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Cuiabá, devido a uma dívida de mais de R$ 16 milhões.

No documento, a direção do hospital afirmou que enviou no dia 18 deste mês uma notificação ao novo secretário de Saúde da capital, Deiver Alessandro Teixeira, cobrando os repasses devidos ao hospital.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o presidente do HCanMT, Laudemi Moreira Nogueira, afirma que o hospital está desde outubro sem receber os repasses do município de forma correta. Contudo, destaca que o problema no recebimento de valores ocorre com frequência desde o início da primeira gestão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

A administração de Cuiabá desde 2017 tem sido ‘useiros e vezeiros’ em não pagar o que é devido, e quando pagam, o fazem de forma a destempo”, destacou Nogueira.

Conforme o gestor, caso a Secretaria de Saúde de Cuiabá não fizer o pagamento de pelo menos R$ 7 milhões até o dia 30 de janeiro, o hospital suspenderá os atendimentos a partir do dia 31 deste mês.

“Tomamos uma decisão muito dolorida, que é a suspensão dos atendimentos [ao município] se não houver o pagamento de pelo menos parte desse valor (...)”, cobrou.

“O [valor] remanescente disso estamos exigindo que a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá formalize um calendário de pagamentos, porque de nada adianta fazer um pagamento parcial. Não resolve o problema, pelo contrário, acaba postergando”, completou.

Segundo Laudemi, a notificação encaminhada à SMS de Cuiabá já é de conhecimento da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), da Câmara de Vereadores de Cuiabá, Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) e do Ministério Público Estadual (MPMT).

“Nós [do Hospital de Câncer] temos compromisso com o que fazemos. Mas também não podemos admitir o descompromisso da autoridade municipal”, pontuou.

 

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia