Cuiabá, 25 de Maio de 2024

CIDADES Domingo, 16 de Abril de 2017, 10:57 - A | A

16 de Abril de 2017, 10h:57 - A | A

CIDADES / SERRA AZUL

Parque ganha aporte de R$ 1 mi para implantar plano contra incêndios

Da Redação



(Foto: Reprodução)

Incêndios.jpg

 

Com um aporte de mais de R$ 1 milhão, oriundos de compensação ambiental disponibilizado pelo Ministério Público Estadual (MPE), o Parque Estadual Serra Azul (Pesa), no município de Barra do Garças, ganhou um plano de prevenção, controle e combate a incêndios florestais. 

 

O plano deve começar a ser implantado neste ano. Ele é o resultado da pós-graduação voltada para a temática ambiental com foco em queimadas e conservação da Amazônia Legal. A capacitação foi realizada pela Secretaria de Estado de Gestão (Seges-MT), por meio da Escola de Governo, em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso.

 

De acordo com o comandante do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA) e coordenador do curso, tenente coronel do Bombeiro Militar Paulo Barroso, além de capacitar bombeiros e servidores de órgãos ambientais, prefeituras e iniciativa privada, o curso gerou a apresentação de artigos científicos e a elaboração de planos de prevenção e combate a incêndio florestal para as 46 unidades de conservação (UCs) do estado.

 

O projeto piloto será implantado no Parque e depois nas demais unidades de conservação do estado. A ideia é prevenir e combater corretamente, os incêndios, com alternativas e estratégias rápidas que possam facilitar no controle do incêndio, claro, caso ocorra.

 

O tenente coronel do Bombeiro Militar Paulo Barroso aposta que quando o plano estiver em funcionamento o número de ocorrência de incêndios florestais vai diminuir nessa unidade.

 

Para a gerente do parque, Cristiane Schnepfleitner, com a implantação do plano será possível de fato proteger essas áreas de preservação da sua principal ameaça, que é o fogo. “Esse trabalho nos coloca numa posição à frente da queimada e isso é bom porque contribuímos para que o Estado saia do ranking como um dos que mais queima no país”.

 

O valor disponibilizado pelo MP será usado para contratação de brigadistas, aquisição de equipamentos de combate, reforma das instalações do parque e estruturação aceiros.

 

O Parque Estadual da Serra Azul possuiu 11 mil hectares, no município de Barra do Garças e tem a vegetação de Cerrado. Foi criado como uma das 46 unidades de conservação do estado a partir da Lei nº 6.439, de 31 de maio de 1994.

 

A unidade foi fechada entre o fim de agosto e início de setembro de 2014 em razão de uma ação recomendatória do MPE, depois que um incêndio queimou 80% da cobertura vegetal da área. Na época, entendeu-se que o órgão ambiental não tinha condições de manter a conservação do parque para uso público, nem para proteção da biodiversidade. O conselho consultivo não estava em funcionamento, bem como o plano de manejo para o local não estava implantado.

 

Com o plano de combate em funcionamento na UC, Barroso crê que essa situação poderá ser revertida e o parque estará em breve com sua biodiversidade 100% recuperada. “Não vamos conseguir isso apenas com o plano, a população precisa colaborar e se conscientizar quanto ao uso incorreto do fogo”.

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia