Cuiabá, 30 de Setembro de 2020

POLÍTICA MT
Terça-feira, 26 de Novembro de 2019, 17h:43

FALTA DE PROVAS

Juiz arquiva inquérito contra ex-secretário por ameaça de morte a ex-mulher

Claryssa Amorim
Única News

(Foto: Reprodução)

O juiz Jeverson Luiz Quinteiro, da Segunda Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, arquivou a denúncia contra o ex-secretário de Estado de Gestão, Basílio Bezerra. Ele estava sendo investigado por suspeita de ameaçar a ex-esposa de morte.

Segundo o magistrado, o inquérito policial foi arquivado por falta de provas. A servidora registrou o boletim de ocorrência contra o ex-marido em junho deste ano, relatando ter sido ameaçada de morte, após a separação.

O Ministério Público do Estado (MPE) entrou com pedido de arquivamento por falta de provas, o que foi acolhido pela Justiça. De acordo com o órgão, não há elementos probatórios que configurem o crime.

“Compulsando os autos, verifico que assiste razão ao MP quando afirma não haver base fática e jurídica para oferecimento de denúncia no vertente caso, sendo, portanto, procedentes as razões invocadas em sua judiciosa cota, impondo-se, destarte, o arquivamento do presente caderno inquisitivo”, cita a decisão.

Na época, a Polícia Civil não indiciou o ex-secretário por “inexistência de indícios de elementos para formar convicção da consumação do crime de ameaça”.

A denúncia

A mulher registrou o boletim de ocorrência no dia 10 de junho, na Delegacia da Mulher de Cuiabá, relatando que o relacionamento de oito anos havia se rompido. À polícia, ela disse que Basílio era uma pessoa violenta, ciumenta e que não aceitava o fim do relacionamento.

A ameaça de Basílio teria partido, segundo ela, durante a repartição de bens do casal. O ex-secretário teria ameaçado contar situações da vida íntima entre os dois para o atual namorado.

Basílio negou todas as acusações.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE