Cuiabá, 09 de Abril de 2020

POLÍTICA
Sexta-feira, 24 de Janeiro de 2020, 13h:51

MAGGI NA LIDERANÇA DAS ARTICULAÇÕES

Medeiros desmente desistir do Senado para dar lugar a Pivetta; "não faz sentido"

Ana Adélia Jácomo
Única News

Senado

Em Mato Grosso, as articulações para a eleição suplementar ao Senado se intensificaram após o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) marcar o pleito para 26 de abril. Informações de bastidores dão conta que o ex-ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), tem tomado à frente das costuras políticas afim de eleger o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT).

Maggi esteve em Brasília e, em conversa com o senador Álvaro Dias (Podemos/PR), teriam tratado sobre a possibilidade de o Podemos apoiar a candidatura de Pivetta, em detrimento da já lançada pré-candidatura do deputado federal José Medeiros (Podemos-MT). Em conversa com o programa Resumo do Dia, na noite desta quinta-feira (23), Medeiros negou a possibilidade de sair do páreo para dar lugar a Pivetta.

Segundo ele, não existe sequer tempo hábil para o vice-governador deixe seu partido e ingresse no Podemos, com o objetivo de disputar o Senado. A legislação eleitoral determina que haja, ao menos, seis meses de filiação. “Caso a senadora [Selma Arruda (Podemos)] perca mesmo o mandato, ele [Pivetta] terá uma candidatura própria para o Senado. Não teria como o vice-governador ser candidato pelo Podemos a essa vaga porque precisa de, pelo menos, seis meses de filiação. Então, não teria essa possiblidade, por isso essa notícia não faz muito sentido”.

Medeiros afirmou que o Podemos, na verdade, convidou Pivetta para se filiar na sigla com o objetivo de o lançar como candidato a presidente da República em 2022. Para ele, o vice do governador Mauro Mendes (DEM) tem um excelente perfil executivo. Ele é megaempresário, ex-prefeito de Lucas do Rio Verde por dois mandatos e ex-deputado estadual.

“O que existe é um convite para que Pivetta venha para o Podemos, inclusive esse convite eu mesmo fiz no ano passado. A nacional ficou muito empolgada, o Álvaro Dias gostou muito, ele é amigo do vice-governador e nós temos um projeto para o Pivetta, ele é um ótimo executivo já mostrou isso em Lucas do Rio Verde. O Podemos tem esse sonho, de ter ele para um projeto para o Executivo”.

“Se o Pivetta quiser vir agora não tem problema nenhum, nós vamos recebê-lo de braços abertos. Temos vários projetos que ele pode abraçar, inclusive até como candidato à Presidência da República”, afirmou Medeiros.

Além de Pivetta e Medeiros, são citados como pretensos candidatos: o deputado federal Nelson Barbudo (PSL), Carlos Bezerra (MDB) e Leonardo Albuquerque (SD); o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho; os deputados estaduais Elizeu Nascimento (DC), Lúdio Cabral (PT), Max Russi (PSB), Silvio Fávero (PSL) e Dilmar Dal'Bosco (DEM); a superintendente do Procon, Gisela Simona; o ex-ministro Blairo Maggi; o ex-senador Cidinho Santos; o deputado federal Nilson Leitão (PSDB); o ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD); o ex-governador Pedro Taques (PSDB); o ex-prefeito de Rondonópolis Adilson Sachetti (PRB), o ex-deputado federal Carlos Abicalil (PT) e o vereador por Cuiabá, Mário Nadaf (PV).


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE