Cuiabá, 14 de Julho de 2020

POLÍTICA MT
Quarta-feira, 20 de Maio de 2020, 14h:27

COMBATE AO CORONAVÍRUS

Pinheiro solicita a ministro interino da Saúde testagem em massa para Covid-19 em Cuiabá

Elloise Guedes
Única News

(Foto: Assessoria)

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) se reuniu, por meio de videoconferência, com o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, e outros nove chefes do executivo para cobrar mais recursos para o combate ao novo coronavírus, em Cuiabá. A reunião aconteceu na manhã desta quarta-feira (20).

Como principal assunto, o prefeito ressaltou a importância da disponibilização da testagem em massa. Emanuel disse que a Capital recebeu cerca de 4,5 mil testes rápidos e que o número é insuficiente diante do número de habitantes.

“Cuiabá é uma capital de médio porte. Tenho 5,5 mil servidores da saúde municipal. O que nos foi disponibilizado não dá nem para atender a saúde pública. Quero reforçar esse pedido da testagem em massa”, explicou.

De acordo com a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2019, Cuiabá tem pouco mais de 612 mil habitantes. Cuiabá se encaixa no perfil de cidade de médio porte, tonando imprescindível a manutenção de um estoque desses esquipamentos.

"Abordamos a necessidade de equipamentos de proteção, medicamentos e respiradores. Porém, demos uma ênfase maior na questão do auxílio do Ministério na testagem em massa. A utilização dos teste rápidos é uma prioridade para tornarmos esse ataque ao coronavírus mais eficaz”, relatou o gestor.

Ele afirmou que muitas empresas oferecem os equipamentos de respiração ao município, desde seja efetuado pelo menos 50% ou 60% do pagamento adiantado.

Em relação ao tema, o ministro interino argumentou que está em fase final a criação de um plano estratégico e que, além disso, o Ministério da Saúde estuda a implantação de postos de triagens. Pazuello ressaltou ainda que o Ministério da Saúde está buscando construir uma relação de continuidade com os gestores municipais, facilitando os diálogos, debates e troca de ideias no enfrentamento ao coronavírus.

Conforme a nota técnica mais recente da Frente Nacional de Prefeitos, em 2020, o impacto total da pandemia para municípios com mais de 500 mil habitantes é de R$ 31,6 bilhões. Esse valor compreende a queda de receitas em R$ 21,7 bilhões e o aumento de R$ 9,9 bilhões de despesas.

O prefeito também lembrou que, por estar implantando desde o início as medidas de biossegurança, Cuiabá está abaixo da média nacional de incidência de casos e é a capital com o menor número de óbitos em decorrência da Covid-19. Além disso, alcançou a diminuição na concentração dos casos em nível estadual, já que no dia 5 de abril registrava 63,3% dos casos em Mato Grosso e, após 45 dias, o número reduziu para 30,7%.

“Tudo isso por termos agido cedo. Por estarmos fazendo o dever de casa. Até este momento, estamos conseguindo controlar a escalada evolutiva. Ainda assim, muitas medidas precisam ser tomadas. Nossa única luta neste momento é contra o avanço da Covid-19 em Cuiabá, finalizou.

Além de Emanuel Pinheiro, participam da reunião o prefeito de Campinas, Jonas Donizette, presidente da frente; Firmino Filho, prefeito de Teresina, vice-presidente; ACM Neto, prefeito de Salvador; Edvaldo Nogueira, prefeito de Aracaju; Gean Loureiro, prefeito de Florianópolis; Luciano Rezende, prefeito de Vitória; Clécio Luís, prefeito de Macapá; Emanuel Pinheiro, prefeito de Cuiabá; Teresa Surita, prefeita de Boa Vista; e Barjas Negri, prefeito de Piracicaba e ex-ministro da Saúde.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE