Cuiabá, 03 de Dezembro de 2020

POLÍCIA
Quinta-feira, 22 de Outubro de 2020, 10h:57

AMEAÇA E INJÚRIA

'Deveria ter dado tiros na cabeça dela, não na parede', afirma agressor da esposa

Da Redação
Única News

Reprodução

A Polícia Civil de Alta Floresta (803 km ao norte de Cuiabá) prendeu em flagrante nesta quarta-feira (21) um homem suspeito por crimes praticados contra sua companheira no âmbito da Lei Maria Penha, que trata de delitos relacionados à violência doméstica. O suspeito de 26 anos também foi autuado pelos crimes de disparo de arma de fogo, ameaça e injúria.

Conforme relato da vítima, de 22 anos, ela mantinha relacionamento há um ano com o suspeito. Na noite desta terça-feira (20), após uma discussão entre os dois motivada por ciúmes, o suspeito passou a agredir e xingar a vítima, além de ameaçá-la, efetuando disparos de arma de fogo dentro da residência.

A vítima relatou ainda que as agressões físicas eram rotineiras.

Após ser comunicada da ocorrência e diante da situação de flagrante, o delegado de Alta Floresta, Pablo Carneiro, efetuou diligências com a equipe da unidade e fez a prisão do suspeito em seu local de trabalho, nesta quarta-feira.

Os policiais civis também acompanharam a vítima até a residência para que ela pudesse retirar seus pertences da casa. Na oportunidade, a mulher entregou aos investigadores a arma do suspeito, que ela escondeu após a ocorrência.

Em entrevista preliminar com o delegado, o suspeito confirmou os crimes e disse ainda que deveria ter dados os tiros na cabeça da mulher e não na parede.

A vítima foi encaminhada para realização de exame de corpo de delito.

Após o procedimento de autuação, ele foi encaminhado para a unidade prisional de Alta Floresta, sendo feita a comunicação da prisão aos órgãos competentes. O delegado Pablo Carneiro encaminhou representação ao Poder Judiciário pela prisão preventiva do suspeito.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE