Cuiabá, 15 de Janeiro de 2021

POLÍTICA MT
Segunda-feira, 16 de Novembro de 2020, 10h:32

NOS PRÓXIMOS 6 ANOS

Após vitória, Fávaro diz estar "animado e determinado" a continuar trabalhando por MT

Elloise Guedes
Única News

(Foto: Arquivo Pessoal)

O senador eleito Carlos Fávaro (PSD), comemorou a vitória da noite deste domingo (15) como senador e agradeceu aos eleitores mato-grossenses pelo voto de confiança. Ele disse que foi uma votação expressiva e que está determinado e animado para trabalhar por Mato Grosso nos próximos 6 anos.

Em entrevista concedida a Rádio Capital FM na manhã desta segunda-feira (16), Fávaro fez questão de ressaltar os votos da eleição passada para o senado em Mato Grosso. Na noite de ontem, Fávaro ainda comemorou a vitória no Choppão junto de amigos, apoiadores e familiares.

"Estou muito feliz de ter renovado o compromisso com Mato Grosso. Precisamos de duas eleições para refrear este mandato. Foram 434.972 mil votos em 2018 e agora 371.857, até parece que é menos votos, mas é ao contrário, é o dobro. Foi uma votação expressiva que me dá muito ânimo e determinação para trabalhar por Mato Grosso e pelos mato-grossenses nos próximos 6 anos", disse o senador.

Carlos Fávaro disputou o cargo com outros dez candidatos e obteve mais de 369 mil votos. Em segundo lugar, ficou a Coronel Rúbia Fernanda (Patriota), com mais de 290 mil votos. Nilson Leitão (PSDB), terceiro colocado, teve mais de 156 mil votos.

O ex-governador de MT passou a ocupar a cadeira do Senado depois que a ex-juíza Selma Arruda foi cassada. Ele ficou no cargo por 180 dias, e se vangloria por ter conseguido aumentar a verba enviada para Mato Grosso e para as cidades durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

"Eu pude perceber nesses 6 meses no Senado Federal que um senador não pode tudo, mas ele pode muita coisa. Um senador determinado a trabalhar pelo Estado deve ter um alinhamento político que pode trabalhar com os pares, junto com a bancada federal, junto com o governador Mauro Mendes que concertou o nosso estado, com prefeitos agora, legitimados com os votos das urnas, que vão começar os seus mandatos ou recomeçar, para aqueles que foram reeleitos, alinhamento com os vereadores, com todos para que possamos fazer pelo povo mato-grossense. Estou muito motivado, porque eu vi que é possível fazer em 6 meses, imagina quanta coisas boas vamos fazer em 6 anos como senador", afirmou Fávaro.

Por ter pouco tempo para fazer campanha, Fávaro contou com o apoio de outros representantes políticos para se fortalecer na caminhada, assim ele conciliava o trabalho no Senado e a campanha para se eleger.

"Quero agradecer a cada militante, a cada deputado estadual, federal da nossa bancada, ao nosso governador Mauro Mendes, a todos. Os mato-grossenses tem postura e determinação, eles analisaram e votaram, me deram mais uma chance e um voto de confiança".

Ainda durante a entrevista, Fávaro relembrou que nunca parou de trabalhar, mesmo ficando internado por 21 dias após ser diagnosticado com a Covd-19.

"Mesmo com Covid, não tive nenhuma falta no Senado, não tive uma ausência em nenhuma votação e assim farei. Amanhã já tem votação lá, em Brasília. Já estou organizando de volta no nosso gabinete alguns colaboradores que pediram demissão para entrar na campanha, mas que agora vão voltar. Agora é redobrar o trabalho, que o povo mato-grossense merece".

Em relação as propostas, o senador confirmou que irá cumprir e continuar todas que já começou durante esses seis meses ao lado do Governador Mauro Mendes, que o apoiou durante as eleições.

"Nós temos como prioridade é a reforma administrativa, reforma tributária. Quero trabalhar muito nessas duas pautas, garantir os direitos dos nossos servidores públicos. A estabilidade no emprego dos servidores é fundamental, modernizar a máquina pública, usando as ferramentas tecnológicas. Trabalhar para a ferrovia Ferrogrão chegar em Cuiabá, assim como outras ferrovias que pode beneficiar Mato Grosso", ressaltou o senador.

Fávaro ainda elogiou os prefeitos eleitos por Mato Grosso e garantiu apoio a todos os eleitos.
"Eu tive companheiros políticos que ganharam e outros que perderam, as votações foram bem apertadas. Claro que vamos respeitar o resultado das urnas e vamos trabalhar juntos pra melhorar os 141 municípios de forma igualitária", finalizou Carlos Fávaro.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE