Cuiabá, 04 de Julho de 2020

POLÍTICA MT
Domingo, 16 de Fevereiro de 2020, 17h:12

"ATITUDE DE MOLECAGEM"

Medeiros denuncia deputado carioca por chamar Sérgio Moro de "capanga"

Única News
Da redação

(Foto: Senado)

Vice-líder do Governo de Jair Bolsonaro, o deputado federal, José Medeiros (Podemos), protocolou uma representação junto ao Conselho de Ética da Câmara Federal, contra o deputado carioca, Glauber Braga (PSOL). A iniciativa do mato-grossense valeu-se de suposta quebra de decoro por parte do psolista, que chamou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, na última quarta-feira (12), de “capanga de milícia”.

A fala de Glauber ocorreu durante a Comissão Especial que discute a PEC 199/2019, que trata da prisão em 2º instância. No documento, Medeiros classifica as expressões de Glauber como “desrespeitosas, agressivas e que configuram injúria”.

Para o parlamentar, fica constatado a quebra de decoro e por isso sua representação. “O que assistimos foi uma demonstração de total destempero e falta de decoro. O deputado do PSOL praticou ofensas morais, deixou de cumprir com os deveres fundamentais de deputado e tumultuou a sessão da comissão a ponto de provocar o seu encerramento. O Congresso não pode mais se calar frente a este tipo de postura”, disse.

O deputado ressaltou a reincidência de Braga, que ainda em 2019, teve uma mesma atitude com Moro, chamando-o de “juiz ladrão”, fato que o levou ao mesmo Conselho de Ética. Medeiros declarou que é "nítido" que o deputado está em busca de "likes" e ainda chamou a atitude do parlamentar de "molecagem". "Mau funcionário precisa ser responsabilizado, isso que buscamos”.

O deputado de Mato Grosso, aproveitou para elogiar o ministro e todo trabalho prestado na Magistratura e no Executivo. “Sérgio Moro é um patrimônio nacional e só discorda disso quem está envolvido na luta política e quer voltar ao poder. Daqui algumas décadas, as pessoas vão se lembrar e reconhecer Moro. Quem será Glauber?”, argumentou Medeiros.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


MATÉRIA(S) RELACIONADA(S)




VÍDEO PUBLICIDADE