Cuiabá, 21 de Junho de 2024

POLÍTICA Sábado, 13 de Abril de 2024, 10:50 - A | A

13 de Abril de 2024, 10h:50 - A | A

POLÍTICA / ENVIADO POR MARGARETH

Mauro acredita em aprovação de projeto de lei que “estadualiza” legislação contra crimes

Fred Moraes
Única News



O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (União Brasil), disse estar confiante na aprovação do Projeto de Lei, encaminhado pela senadora Margareth Buzetti (PSD), que visa garantir o direito do Estado ter autonomia para legislar sob crimes cometidos em Mato Grosso. Mauro contou que a medida serve para fornecer ao país um “estudo” mostrando o que seria eficiente para combater o aumento do crime organizado.

“Esse pacote da senadora é uma das leis mais brilhantes que tramita no Congresso Nacional. Eu discuti com ela sobre o PL, discuti com o Ministério Público e outros entendedores do assunto. Existem algumas áreas que a União tem o poder de legislar junto ao Estado, o que queremos é respeitando a constituição é poder legislar em cada Estado nos termos de matérias criminais, experimentando um modelo para ver o que funcionaria melhor”, disse Mauro.

O governador sinalizou que em Mato Grosso, o custeamento dos presídios e dos condenados são pagos por meio de impostos estaduais, e questiona o porque de “investir” e não poder determinar o que seria melhor para o Estado.

“Poderemos reunificar após a experiência e em cinco anos veremos o que realmente funciona para combater o crime organizado. É um método utilizado por todo mundo. Quem cuida da segurança pública é o Estado pago com o tributo estadual, porque não podemos fazer nossas regras se pagamos as contas? Nosso dinheiro, nossas regras”, continuou.

Por fim, Mauro disse que o brasileiro está “de saco cheio” de tantas falácias e poucas ações referente o endurecimento de leis.

“Precisamos de pró-atividade, perceber a dura realidade que o país enfrenta, no termo de aumento da criminalidade e tomar atitude. Não adianta ficar de blá-blá-blá e não fazer nada. O brasileiro está de saco cheio de escutar conversa fiada, quer atitude que corrobore para uma diminuição de violência no país”, finalizou.

O projeto de lei foi proposto por Mauro em conjunto com Margareth, no mês passado. Ainda em março, Mauro foi até o Senado para tentar convencer Rodrigo Pacheco (PSD), presidente do Senado, a aprovação do PL e tentar garantir que o Estado tenha sua própria legislação mediante a explosão da criminalidade em Mato Grosso. Nos bastidores comenta-se que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco teria se comprometido a reunir as proposições apresentadas para apreciação junto às comissões de Segurança Pública e Constituição e Justiça.

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia