Cuiabá, 28 de Maio de 2024

POLÍTICA Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017, 11:48 - A | A

20 de Fevereiro de 2017, 11h:48 - A | A

POLÍTICA / LIGAÇÃO ENTRE SECRETARIAS

Faiad teria dito a empresário que "dívida" seria paga pela Setpu

Por Suelen Alencar / Única News



(foto:reprodução)

22640_franciscofaiadoab.jpg

 

A decisão da juíza, Selma Arruda, da  7ª Vara Criminal de Cuiabá, na qual deflagrou a quinta fase Operação Sodoma aponta que o ex-secretário de Estado de Administração Francisco Faiad (PMDB) também 'ordenou' atos ilícitos na Secretária  de Estado de Transportes e Pavimentação Urbana (Setpu). 

 

A operação que investiga fraudes, extorsão, lavagem de dinheiro praticados  desde 2011, na gestão de Silval Barbosa (PMDB) aponta o envolvimento da empresa Marmeleiro Auto Posto. Segundo o documento, os crimes na Setpu  tinha a participação do secretário-adjunto Valdísio Juliano Viriato, preso  na última terça-feira (14) - em Balneário Camboriú (SC).  No caso, Valdísio teria cometido crime de peculato, com "livre" ação já que, o ex-governador "depositava confiança" no adjunto.

 

As investigações apontam também que após a eleição de 2012 para prefeitura e câmara, o dono da Marmeleiro Auto Posto Ltda. e da Saga Comércio e Serviço Tecnologia e Informática Ltda,  Juliano Volpato procurou Lúdio Cabral (PT) e Francisco Faiad para receber propina, segundo a decisão o empresário não teve resultado. Em outro momento procurou Eder Moraes e recebeu uma negativa também. 

 

Já em 2013, Faiad já no cargo de secretário de Estado chamou o empresário, Juliano Volpato no gabinete da SAD e afimou que o pagamento seria realizado pela Secretaria de Transportes. No momento o advogado pediu para Volpato procurar Alaor Alvelos Zeferino de Paula, então secretário-adjunto de Obras da Setpu.

 

 

Segundo o documento, o ex-secretário de administração a dívida  seria de R$1,7 milhão, principalmente para quitar dívidas da campanha eleitoral de 2012 - época que disputou ao cargo de vice-prefeito de Cuiabá, na chapa de Lúdio Cabral.

 

Leia sobre:

Ex-secretário de Silval "só" teria continuado esquema de propina pagas desde 2011

Magistrado nega analisar HC de Faiad e passa responsabilidade para colega

 

 

 

FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

GRUPO 1  -  GRUPO 2  -  GRUPO 3

Comente esta notícia